FGMF – Arquitetura Contemporânea Brasileira

No cumprimento de seu papel de documentar o desenvolvimento das artes, da arquitetura, do design e da comunicação, o MUBAMuseu Belas Artes de São Paulo apresenta, nesta exposição, a reunião de 10 obras contemporâneas de arquitetura, realizadas por um jovem escritório paulistano, que imprime a sua marca na história recente da arquitetura brasileira.
 
Quando se fala em produção atual da arquitetura nacional com identidade investigativa e inovadora, é fácil remeter-se ao FGMF Arquitetos. Composto pelo trio de arquitetos Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz, o escritório atua 15 anos com produção intensa, sempre com resultados originais e admiráveis. Optando pela pluralidade, os arquitetos projetaram e construíram centenas de edificações, com programas que vão desde casas minúsculas a espaços comerciais, passando por indústrias e até prédios de escritórios.
 

 
O FGMF Arquitetos recebeu mais de 80 premiações por obras de diversos programas. Dentre eles, alguns internacionais, como: Wan 21 for 21, quando entraram na lista dos 21 escritórios de arquitetura do século XXI; Chicago Atheneum Award, nos EUA; AIT Awards, na Alemanha; Dedalo Minosse, na Itália; Re-Thinking The Future Awards, premiação mundial que reúne grandes nomes da arquitetura; e IIDA Best Interiors of Latin America and the Caribbean Competition, realizado pela International Interior Design Association. O escritório também ganhou diversos prêmios no Brasil, como o do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), da Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBEA) e o 1º Prêmio de Arquitetura Azkonobel, promovido pelo Instituto Tomie Ohtake.
 
Seus projetos foram publicados em mais de 20 países, entre eles EUA, Alemanha, China, Itália, Índia, Coréia e Espanha.