Aluna formada em Fotografia apresenta exposição na Belas Artes

Quem, quando criança, nunca brincou de ver bichos, pessoas e outras criaturas nas nuvens do céu? Quem, quando criança, nunca transformou o lençol numa capa poderosa, a almofada num escudo, o controle remoto numa arma ultravioleta e o mundo ao redor num lugar mágico, cheio de aventuras e cores?

Por isso mesmo a Fotografia tem sido para a autora da exposição “Paisagens imaginárias” um santuário onde todas as maluquices encontram um porto seguro e podem livremente expressar-se. Para provar isso, Kamyla Borges resolveu brincar com fotos de texturas, misturando-as com outras imagens no photoshop. Criou, assim, suas paisagens imaginárias, lugares de aventuras, mistério e encantamento.

Para Kamyla, ao abrir-se para o lúdico, a Fotografia supera seu papel de ser a linguagem que retrata a verdade aparente das coisas, que é vestígio de uma realidade já morta, para, enfim, poder abrir-se a todas as infinitas possibilidades trazidas quando vista sob a luz da expressão artística.

E você?  Qual o seu refúgio onde bebe da boa loucura perdida desde a infância?

Autora/Artista: Kamyla Borges

Curadoria: Mirlene Simões Severo e Fabiola Notari

Coordenadora do curso Tecnológico de Fotografia: Rosa Matilde Pimpão Carlos

Data: de 07/06 a 23/06

Local: Ateliê Livre – Centro Universitário Belas Artes