MUBA E IAC recebem exposição da artista Judith Lauand

De 15 de maio até 25 de julho, o Museus Belas Artes de São Paulo (MUBA) e o Instituto de Arte Contemporânea (IAC) recebem a exposição Judith Lauand: Os Anos 50 e a Construção da Geometria. A mostra traz cerca de 100 obras produzidas pela “dama do concretismo” entre os anos 1950 e 1959, período importantíssimo para a construção da carreira da artista.
 
Judith Lauand formou-se em artes plásticas na Escola de Belas Artes de Araraquara e, a partir daí, iniciou sua carreira artística. Ela foi a única mulher a participar do Grupo Ruptura, responsável por introduzir o concretismo no Brasil, e, por isso, recebeu o epíteto “dama do concretismo”

A mostra “Judith Lauand: Os Anos 50 e a Construção da Geometria”, com curadoria de Celso Fioravante, apresenta obras de 22 coleções particulares e institucionais de São Paulo e do Rio de Janeiro. São pinturas, desenhos, guaches, tapeçarias, xilogravuras, matrizes de xilogravuras e estudos em papéis diversos, além de fotografias, cadernos de anotações, catálogos e documentação variada.

Exposição “Judith Lauand: Os Anos 50 e a Construção da Geometria”
15 de maio a 25 de julho de 2015

Museu Belas Artes de São Paulo (MUBA)
Rua Dr. Álvaro Alvim, 76 - Vila Mariana
De segunda a sexta, das 10h às 20h; sábado, das 10h às 16h

Instituto de Arte Contemporânea (IAC)
Rua Dr. Álvaro Alvim, 90 - Vila Mariana
De segunda a sexta, das 10h às 18h; sábado, das 10h às 16h
 
Evento gratuito e aberto ao público